segunda-feira, 21 de março de 2011

O dia em que a sua vida mudou

Era mais um dia naquele lugar, muito tempo já havia se passado e ele estava ali, naquela prisão. O que havia feito? Havia sido honesto! Havia recusado deitar-se com a mulher do seu senhor, consequentemente, não aceitou pecar contra Deus! Ainda assim, foi colocado naquele lugar, a maldade humana o  colocou ali!
Naquele dia, ao acordar, viu que tudo permanecia igual, que nada havia mudado... Talvez como o salmista, naquele dia, chegou a questionar:

"Até quando te esquecerás de mim,Senhor?para sempre? Até quando esconderás de mim o teu rosto?
Até quando consultarei com a minha alma, tendo tristeza no meu coração cada dia? Até quando se exaltará sobre mim o meu inimigo?" (Sl 13.1-2)

Mas ainda que questionasse, que estivesse triste, desanimado, ele continuava crendo...crendo que o seu Senhor o livraria daquela prisão. A vida já havia sido muito dura com aquele homem, mas ainda assim , ele continuava crendo que mais cedo ou mais tarde, tudo aquilo passaria...
E foi exatamente o que aconteceu!
Naquele mesmo dia, em que acordou sujo, talvez triste e  desanimado, José do Egito foi chamado por Faraó para que interpretasse seus sonhos. A história conta que José foi chamado a sair daquela cova, barbeou-se, mudou seus vestidos e foi ao encontro de Faraó. (Gn 41.14). José então interpreta os sonhos de Faraó e o mesmo reconhece que o espírito de Deus dava sabedoria e entendimento àquele servo (Gn 41. 38-39), dando-lhe , a partir daquele dia, autoridade para governar todo o seu povo.
O dia ainda não havia acabado e a vitória acabava de chegar na vida de José, que naquele dia, acordou como prisioneiro e foi dormir como governador do Egito! (Gn 41. 40-42)

Reflito em quantas vezes nos encontramos presos a sentimentos negativos, ao passado e a tantas outras situações e sentimentos que nos tiram a alegria e a esperança. Esperamos talvez por respostas que não chegam e ao término de mais um dia, dizemos: 
"Ainda não foi dessa vez..."

A história de José me faz entender que não importa há quanto tempo estamos enfrentando a prisão, há quanto tempo temos esperado a providência de Deus para determinada situação. Haverá um dia em que a vitória chegará, pois ela é certa para aqueles que crêem, para aqueles que confiam que Deus tem poder para inverter a situação, para nos tirar do cativeiro e nos dá muito mais do que podemos imaginar.Mas é preciso esperar...assim como José esperou, assim como tantos outros servos esperaram e alcançaram as promessas! Podemos até não entender o porquê de estarmos ali, em nossas "prisões", mas devemos crer na vitória que virá no momento certo.

"Cheguemos pois com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno." (Hb 4.16)



♫♪ "Há qualquer momento
      O céu vai se abrir
      E a glória de Deus vai descer sobre ti
      Espera mais um pouco, confia no Senhor
      Hoje mesmo ele pode acabar tua dor
      Mas espera..."♫♪

 Que Deus nos abençoe e nos fortaleça no amor de Cristo!