sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Kairós

O tempo...
Passa tão depressa quando temos tanto a fazer... E nessa correria toda vivemos o que já dizia Mário Quintana em seu poema  O tempo

"Quando se vê,já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é Natal!
Quando se vê, já terminou o ano..."

Mas muitos de nós temos a impressão de que esse tempo passa lentamente quando estamos no aperto, quando esperamos por algo.
Estamos falando de um tempo que pode ser medido através de uma contagem numérica, uma divisão em horas, minutos, segundos... Não nos enganemos, eles passam do mesmo jeito, todos os dias!!! Chamamos esse tempo de Chronos: cronológico.
Na verdade, lidar com o tempo não é algo tão fácil porque entendemos que ele é algo valioso que não volta mais e que nos momentos de dificuldade esse tempo não vai passar mais rápido do que deveria. Talvez ao refletir sobre isso, Salomão entendeu que precisamos viver cada um deles ao dizer em Eclesiastes 3 que há tempo para tudo!

"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu" (Ec 3.1)


Muitas vezes queremos que o tempo seja favorável para o riso, para o contentamento, mas havemos de convir que o tempo do choro chega, que o tempo da dor chega, o tempo da espera chega e precisamos vivê-los!
Infelizmente temos dificuldade em esperar que o tempo do riso chegue!

Reflito em como uma mulher pôde ter esperado tanto tempo para que fosse curada e o seu fluxo cessasse (Mc 5. 24-34), em como José esperou tanto tempo pela sua liberdade (Gn 50.20), em como Jó esperou pelo tempo da restituição (Jó 42.10).
Ah, como eu gostaria de aprender com eles...
Talvez a entender que o tempo cronológico passa, as dores passam  e quando menos se espera entra na história o tempo que não se pode contar: o KAIRÓS, o tempo de Deus!!!!
O tempo que é diferente do nosso, o tempo oportuno! 

O povo esperava pelo Messias, pelo redentor e quando menos se esperava o tempo havia chegado: Jesus havia nascido para salvar o povo!
O tempo de Deus chegou no dia em que José tornou-se governador.
O tempo de Deus chegou quando  aquela mulher conseguiu tocar as vestes de Jesus e foi curada.
Sim, o tempo de Deus chegou para essas pessoas... E continua chegando para nós, não da maneira como queremos, no momento em que achamos ser o certo. 
Para aqueles que verdadeiramente renderam-se aos cuidados de Deus, é preciso crer que Ele é o dono da tempo que não falha, que chega, que acontece!


Me pego pensando em tudo aquilo que queria que acontecesse hoje e lembro-me do filme "Click" em que o protagonista tinha o controle sobre o tempo e sobre tudo, o desfecho é bem interessante. Ai de nós se tivéssemos tudo que gostaríamos de ter no momento em que quiséssemos. Somos  pequenos e não entendemos muitas coisas. Talvez por isso, Paulo tenha nos alertado a renovarmos a nossa mente para experimentarmos qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de DEUS! (Rm 12.2)
Não sei há quanto tempo você tem esperado a dor passar, o sonho se realizar, só sei que o tempo de Deus não falha, no momento oportuno tudo acontece!
Enquanto esse tempo não chega, vivamos o nosso tempo de riso, de choro, de angústia, de paz... Crendo que todos esses momentos nos ensinam algo e que no momento oportuno as coisas vão acontecer!

 "O tempo de Deus na minha vida
O tempo de Deus pros meus sentimentos
O tempo de Deus para o milagre
O tempo de Deus vai se cumprir
O tempo de Deus pras minhas promessas
O tempo de Deus pra minha cura
O tempo de Deus pra me exaltar
O tempo de Deus... posso esperar"


Que o tempo de Deus continue se cumprindo em nossas vidas!

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Lembranças...

Às vezes me pego lembrando das fases da minha vida, da infância, adolescência... 
Tempos bons! Tempos maravilhosos!
Sabe o que tem em comum em cada uma dessas fases? Os amigos!!!
Aqueles que passaram em minha vida e deixaram marcas, que me deixaram saudade. Porque saudade, na verdade, é o preço que pagamos por vivermos bons momentos com as pessoas.
Eu vivi esses momentos e sinto saudades...
Dos amigos de infância, das brincadeiras na rua, dos pés descalços e uma despreocupação total com muitas coisas desta vida.
Dos amigos do colégio que faziam com que as aulas não fossem tão cansativas assim...
Dos amigos da faculdade que caminharam comigo e fizeram de uma fase tão apreensiva uma das mais marcantes.
Dos amigos que nasceram pela fé e passei a chamá-los de irmãos.

"O homem que tem muitos amigos pode ser arruinado por eles, mas há amigo mais chegado que um irmão." (Pv 18.24)

Dos amigos que riram comigo das coisas mais bobas que se pode imaginar...
Dos amigos que choraram comigo nos momentos em que mais precisei...

" Em todo tempo ama o amigo e na angústia nasce o irmão." (Pv 17.17)

Da amiga mais antiga que já não convive comigo como convivia há 24 anos atrás...
Dos amigos que pararam pra me ouvir e me deram conselhos valiosos.

" Perfume e incenso promovem alegria no coração, o conselho sincero de um amigo dá encorajamento para viver." (Pv 27.9)

Dos amigos que marcaram minha vida mas tiveram que ficar longe de mim...
Sim, todos eles marcaram minha vida e continuam fazendo parte dela, em lugares que, mesmo que tentasse, não conseguiria tirar: na minha memória e no meu coração!
Deus, o meu melhor amigo, sempre foi muito bom comigo ao me deixar encontrar pessoas tão especiais. E sei que ainda não parou, ainda vou encontrar outros amigos, vou me despedir de muitos deles, eu sei....Mas no final vou chorar de saudade e rir de alegria, lembrando dos momentos inesquecíveis que vivi com cada um deles!
Infelizmente não dá pra falar sempre e ter o mesmo convívio que tinha com cada um deles mas queria que soubessem que os amo muito e peço a Deus que os proteja e os guarde sempre!!!

Que Deus os abençoe, meus amigos....




sexta-feira, 15 de maio de 2015

Apenas um toque

Haviam se passado doze anos e ela estava ali, aflita, procurando uma saída... Já havia passado por médicos,  gastado muito e nada havia sido resolvido, sua situação era a mesma. Sofrimento, vergonha e  desesperança... Eram esses os sentimentos que acompanhavam aquela mulher.
Mas eis que um dia ouviu falar de alguém que poderia mudar aquela situação, alguém que havia realizado muitos sinais e maravilhas no meio daquele povo; surge então uma esperança! Esperança de alcançar uma vitória esperada há tantos anos!

Mas como se aproximar dEle? Como falar com Ele? Uma multidão O seguia!
Quanta luta! Mas espere um pouco, aquela mulher não queria falar com Ele, queria tocá-lo! Sabia que era preciso apenas tocar na orla das suas vestes que ficaria curada! E foi crendo nisso,que ela lutou para chegar até Ele!
Ela enfrenta os obstáculos, passa em meio àquela multidão e alcança o Senhor! Toca em suas vestes e prontamente é curada! 

Os evangelhos segundo Mateus (Mt 9.20), Marcos (Mc 5.25) e Lucas (Lc 8. 43) narram a história da mulher do fluxo de sangue, que padecera durante doze anos do seu mal e alcança a cura ao tocar em Jesus!
Essa mulher anônima poderia se chamar Maria, Ana, Joana, mas ela representa mulheres, homens, pessoas que sangram por causa de abusos físicos, emocionais, sangram em meio às suas dores, sangram ao ver as consequências de seus atos, mas que, assim como aquela mulher, reconhecem que existe alguém que pode curar e transformar a sua vida! 
Aquela mulher que estava desacreditada desejou ser curada e esperou naquele de quem havia ouvido falar: no Senhor Jesus! Não somente isto, sua fé a fez crer que não precisava muito, era preciso apenas um toque para que fosse curada e assim aconteceu!
O que temos enfrentado, quais são os espinhos que nos ferem? Por quais motivos temos sangrado?
O certo é que não importa a dor, existe alguém que nos ama e que nos espera para ir ao seu encontro, precisamos buscar socorro naquele que é autor e consumador da nossa fé!

Um toque! Apenas um toque!

É preciso tocá-lo, buscá-lo! Reconhecer que Ele transforma, que Ele nos anima e nos fortalece!Que sejamos como essa mulher, que reconheceu que o Senhor era poderoso e poderia curá-la!
Precisamos também entender que diferente do que muitos fazem por aí, não podemos marcar a hora e o local onde a cura vai acontecer, muito menos barganhar e achar que Deus TEM que fazer conforme a nossa vontade porque somos bons o suficiente... 
Muito menos acreditar que milagre só tem a ver com cura física. O milagre de Deus acontece todos os dias quando percebemos o seu cuidado e seu amor por nós. O milagre aconteceu quando Jesus se doou por nós. A cura acontece quando nos rendemos a Ele e deixamos que Ele nos molde. A cura daquela mulher foi só o início de tudo que mudaria a partir dali... 
Uma coisa é certa...tocando nEle seremos transformados! 
Que possamos tocar em  Suas vestes! Que possamos acreditar que Ele continua a operar milagres todos os dias! 


♫♪[...] Já sofri demais, eu sei
Mas ouvi que existe alguém
Que me ama, que me ama

Se eu apenas te tocar
Eu sei, serei curado
Se eu apenas te tocar
Eu sei, serei sarado[...]♫♪
 (Mariana Valadão)

Que Deus nos abençoe no amor de Cristo!