segunda-feira, 21 de março de 2011

O dia em que a sua vida mudou

Era mais um dia naquele lugar, muito tempo já havia se passado e ele estava ali, naquela prisão. O que havia feito? Havia sido honesto! Havia recusado deitar-se com a mulher do seu senhor, consequentemente, não aceitou pecar contra Deus! Ainda assim, foi colocado naquele lugar, a maldade humana o  colocou ali!
Naquele dia, ao acordar, viu que tudo permanecia igual, que nada havia mudado... Talvez como o salmista, naquele dia, chegou a questionar:

"Até quando te esquecerás de mim,Senhor?para sempre? Até quando esconderás de mim o teu rosto?
Até quando consultarei com a minha alma, tendo tristeza no meu coração cada dia? Até quando se exaltará sobre mim o meu inimigo?" (Sl 13.1-2)

Mas ainda que questionasse, que estivesse triste, desanimado, ele continuava crendo...crendo que o seu Senhor o livraria daquela prisão. A vida já havia sido muito dura com aquele homem, mas ainda assim , ele continuava crendo que mais cedo ou mais tarde, tudo aquilo passaria...
E foi exatamente o que aconteceu!
Naquele mesmo dia, em que acordou sujo, talvez triste e  desanimado, José do Egito foi chamado por Faraó para que interpretasse seus sonhos. A história conta que José foi chamado a sair daquela cova, barbeou-se, mudou seus vestidos e foi ao encontro de Faraó. (Gn 41.14). José então interpreta os sonhos de Faraó e o mesmo reconhece que o espírito de Deus dava sabedoria e entendimento àquele servo (Gn 41. 38-39), dando-lhe , a partir daquele dia, autoridade para governar todo o seu povo.
O dia ainda não havia acabado e a vitória acabava de chegar na vida de José, que naquele dia, acordou como prisioneiro e foi dormir como governador do Egito! (Gn 41. 40-42)

Reflito em quantas vezes nos encontramos presos a sentimentos negativos, ao passado e a tantas outras situações e sentimentos que nos tiram a alegria e a esperança. Esperamos talvez por respostas que não chegam e ao término de mais um dia, dizemos: 
"Ainda não foi dessa vez..."

A história de José me faz entender que não importa há quanto tempo estamos enfrentando a prisão, há quanto tempo temos esperado a providência de Deus para determinada situação. Haverá um dia em que a vitória chegará, pois ela é certa para aqueles que crêem, para aqueles que confiam que Deus tem poder para inverter a situação, para nos tirar do cativeiro e nos dá muito mais do que podemos imaginar.Mas é preciso esperar...assim como José esperou, assim como tantos outros servos esperaram e alcançaram as promessas! Podemos até não entender o porquê de estarmos ali, em nossas "prisões", mas devemos crer na vitória que virá no momento certo.

"Cheguemos pois com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno." (Hb 4.16)



♫♪ "Há qualquer momento
      O céu vai se abrir
      E a glória de Deus vai descer sobre ti
      Espera mais um pouco, confia no Senhor
      Hoje mesmo ele pode acabar tua dor
      Mas espera..."♫♪

 Que Deus nos abençoe e nos fortaleça no amor de Cristo!



7 comentários:

  1. Olá Míriam, muito legal esse tema! Vc me fez refletir sobre o tempo e como estamos ligados a ele! 9 meses para nascer, 1 anos para falar a primeira palavrinha, 15 anos para descobrir que nossos pais não são super-heróis, 30 anos para atingir a maturidade e depois disso só passamos a adiquirir experiência.. daí quando pensamos que sabemos de alguma coisa morremos. Tudo gira em torno do tempo, da rapidez... mensagens instantâneas... ninguem mais tem paciência de postar uma carta no correio e esperar uma resposta.

    Parabéns pelo blog. Que Deus continue te usando! Bjao!

    ResponderExcluir
  2. Ótimo comentário,Victor!
    As pessoas realmente querem que tudo aconteça hoje e agora!E quantas vezes nos falta paciência...
    Que possamos ser mais pacientes, que esperemos e confiemos nAquele que sabe todas as coisas!

    Grande abraço e que Deus te abençoe!

    =D

    ResponderExcluir
  3. Oi Paiii.... Rsrsrsrsrsrs...
    Muito legal esse texto. Na maioria das vezes sempre queremos o imediatismo, o rápido, o instatâneo e nos esquecemos que o tempo do Senhor é diferente do nosso. Quando estamos na "zona de conforto" estamos alheios ao tempo, quando ingressamos em crises parece que ele não passa.
    O que me chama a atenção na vida de José é justamente essa paciência, na verdade a confiança que ele tinha no Senhor. Poderiamos até traçar um perfil de um homem inabalável, os "super crentes" de hoje, porém entendo que ele deve ter chorado por várias vezes, se entristecido ainda mais ao acordar e ver que o seu destino não tinha sido mudado, adoecido por causa daquela masmorra fétida e insalubre, ele deveria olhar para o corpo e ver doenças de pele, sentir o odor desagradável que seu corpo exalava. Penso que todos os dias ele clamava a Deus que entrasse com uma provisão, mas ele só recebia em resposta o silêncio.
    Dois anos nessa situação, dois anos sendo trabalhado, tendo seu limite de tolerância, sua paciência testadas ao extremo. Mas a nossa lição sai justamente da fé inabalável no Senhor, o corpo pode até desfalecer, as circunstâncias podem ser totalmente contrárias, mas a confiança no Senhor permanece inabalável. E assim foi com José, ele confiou no Senhor, pois ele já sabia o que o Apostolo Paulo viria a escrever séculos depois: que Deus é poderoso para fazer infinitamente mais daquilo que pedimos ou pensamos (Efésios 3:20). E aquele dia que parecia ser mais um na vida de José foi o dia que Deus tinha preparado para reverter a situação, para o tirar de prisioneiro e o colocar na condição de governador, creio que foi um dia que José acordou e ao final agradeceu ao Senhor por estar vivo, não pelas riquezas ou pela posição que Deus o tinha colocado, mas sim pelo fato de ter visto o Poder do Senhor manisfetado naquele dia e saber que Deus ouvia suas orações, que nunca o desamparou, que apenas estava "modelando" o vaso. Imagino ele, já como governador, fechando seus olhos e dizendo valeu a pena confiar, valeu a pena esperar no Senhor.

    Deus continue te abençoando, te usando tremendamente...

    Tem textos novos lá no blog, leia e comente para que posssamos compartilhar e crescer mais na fé...

    ResponderExcluir
  4. Retificando: *Adquirir

    Verdade, que possamos ser pacientes e praticantes da palavra!

    Jesus te abençoe! Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Graça e paz, sempre!

    Passei por aqui para conhecer seu blog.
    Estou procurando bons blogs para compartilhar.

    Já estou te seguindo.

    Ficaria muito feliz se puder visitar O REINO EM NÓS.
    Se quiser me seguir também será um prazer para mim.

    Abraço em Cristo,

    Sandro
    http://oreinoemnos.blogspot.com/
    Te espero lá.

    ResponderExcluir
  6. Minha cara irmazinha,
    o dia em que minha vida mudou foi aquele em que Deus me achou depois de sua caçada...
    paz!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Palavras confortadoras!!!!!!!Mas, a que fala sobre o amor ao próximo e ocuidado com o mais fraco, me chamou a atenção.Todos são importantes para Deus e todos precisamos uns dos outros.Deus te abençoe e te dê sabedoria!!!!!!

    Hulda Pinheiro

    ResponderExcluir