sábado, 14 de julho de 2012

O silêncio...

Recordações da sua voz, sua doce voz! Ele me falava de tantas maneiras...

E como era bom ouvir o som da sua voz!
Mas houve um momento, um determinado momento em que eu não conseguia ouvi-lo. Houve silêncio!

A princípio acreditei que meus ouvidos não estavam atentos, ou estava ansiosa demais e por isso nada ouvia, a não ser aquilo que meu coração queria ouvir...

Muitas perguntas foram aparecendo, eu já não conseguia entender muita coisa. Ficava frustrada porque eu queria as respostas e não conseguia encontrar nada a não ser...o silêncio!

Não conseguia entender o porquê de muitas coisas e como foi duro ficar sem essas respostas...

Fui obrigada a ouvir a mim mesma, a olhar para dentro de mim e considerar algumas coisas que antes eu não conseguia pensar. Era o momento de assumir quem eu realmente era e o que eu realmente queria! Era o momento de amadurecer, fazer escolhas, pôr em prática aquilo que ouvi dEle. Lembrar de todas as vezes em que falou comigo, me ensinou, me mostrou o quanto me ama!

Mas eu ainda era criança e não entendia que precisa crescer, na verdade eu não queria, pois isso me levaria a olhar para os meus erros, aprender com eles. Precisava ser realista, encarar a vida de uma maneira mais adulta e isso não era fácil!

Entendi que precisava desse silêncio para amadurecer!
Percebi que como Pai, Ele continuava comigo, me vendo caminhar... Mas precisava ficar em silêncio...
Algumas vezes, talvez, quis correr e não me deixar escolher algo que não era o melhor para mim, mas parou e disse: Ela precisa aprender! Ela precisa crescer!

Lembrei então do silêncio que houve quando os discípulos estavam no barco em meio a uma tempestade (Mt 8.23-27). O Mestre dormia! Como Ele poderia fazer isso? Ele não estava vendo aquela agitação no coração dos discípulos?

Na verdade, o que os discípulos não entendiam é que, mesmo dormindo, o Mestre estava no controle daquele barco! Os discípulos precisavam confiar nEle, mesmo que Ele estivesse em silêncio!

Muitas vezes temos feito como esses discípulos!

Deus quer que confiemos nEle, mesmo quando o sentimento, a razão ou os mais fortes instintos do nosso 
enganoso coração se rebelem, porque precisamos saber que Ele opera em nós para a eternidade e o que Ele faz, embora não entendamos agora, compreenderemos algum dia! O fato é que muitas vezes ficaremos sem respostas... 

Lendo alguns estudos sobre o silêncio de Deus me deparei com esta citação que falou muito comigo:

" Eu me calo em meu amor porque amo além do poder de expressão das palavras e do poder do entendimento do coração humano, e também por causa de vós, para que possais aprender a me amar e confiar em mim correspondendo espontaneamente ao meu amor, com o amor dado pelo Espírito, sem o estímulo de nenhuma coisa exterior para fazê-lo brotar." (Mananciais no deserto)

Mesmo sem entender, mesmo ouvindo apenas o silêncio, consigo perceber que Ele continua comigo! Ele me ama! Ele cuida de mim! No mais, creio que Ele me levará a verdades mais profundas e me conduzirá pelo caminho que devo seguir! Ele continua no controle!



"Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração.
E lhe darei as suas vinhas dali, e o vale de Acor, por porta de esperança: e ali cantará, como nos dias da sua mocidade e como no dia em que subiu da terra do Egito." 
(Os 2.14-15)

Que Deus nos abençoe!




Um comentário:

  1. Lindo Miriam! me lembro de alguns momentos em que surgia em me uma vontade imensa de gritar para que Deus tirasse de me o livre arbitrio, Deus eu não quero mais ter esse poder de decisão, quero simplesmente que o Senhor dirija a minha vida. Mas aprende que temos esse poder para que possamos alinhar o nosso querer com o querer DELE. Seria muito facil se fizessemos somento o que Deus quer, sem lutar contra os nossos desejos, contra os nossos sentimentos, seriamos simplesmente marionetes de Deus. Acredito que esse silência só acontece na vida daqueles que estão em tamanha intimidade com Deus, que ELE faz uma prova conosco, será que sem minha diração ela vai conseguir continuar no caminho? acredito ser essa a questão de Deus. Sei de uma coisa, é no silêncio que crescemos, amadurecemos e aprendemos mais da vontade de Deus. Meus parabéns amiga, o texto falou muito comigo.

    ResponderExcluir